Apuama

Activated carbon from bamboo for pesticide removal

Uma das possibilidades ainda pouco exploradas para o bambu no Brasil refere-se à possibilidade de sua utilização na remoção de contaminantes químicos ou biológicos. Por apresentar uma estrutura porosa, constituída por feixes fibrovasculares  e células parenquimáticas, o bambu mostra potencial para a descontaminação de soluções, principalmente após ser submetido a processos físico-químicos, que permitem que sua porosidade seja largamente aumentada. Tanto o tamanho dos poros como a sua distribuição podem então ser significativamente modificados, permitindo a obtenção de uma material com grandes possibilidades de interesse comercial para indústrias químicas, farmacêuticas e alimentícias, além de poder ser empregado no tratamento de águas contaminadas.

O artigo “Development of activated carbon from bamboo (Bambusa vulgaris) for pesticide removal from aqueous solutions” foi publicado na Revista Cerne v. 23, n.1, p. 123-132, 2017.

Autores: Santana, G. M.; Lelis, R. C. C.; Jaguaribe, E. F.; Morais, R. de M.; Paes, J. B.; Trugilho, P. F.

 

Abstract

Considering the water scarcity problems facing many countries, the need for water reuse can make activated carbon (AC) an essential product for modern society, In this context, to contribute with better activated carbons that could be used to serve in water treatment, this article discusses these material production, using bamboo as raw material, and analyses their application effectiveness. The bamboo was collected, transformed into activated carbon, by simultaneous chemical and physical activations, and named H3PO4/H2OAC. The obtained materal was characterized by its yeld, apparent density, ash content, thermogravimetric analysis, surface area, methylene blue and iodine indexes, pH and point of zero charge analysis, scanning electron microscopy and Boehn titration method. The AC was used as adsorbent for removing the metribuzin, 2,4 dichchlorophenoxyacetic acid and furadan pesticides. The H3PO4/H2OAC had a surface area of 1,1196.30 m2.g-1 and the obtained adsorption capacity was elevated for furadan (868.98 mg.g-1), metribuzin (756.47 mg.g-1) and 2,4 dichchlorophenoxyacetic acid (247.70 mg.g-1)

Link

Activated carbon from bamboo

Antonio

Licenciado em Matemática (USP-1974), Engenheiro Agrícola (UNICAMP, 1980), Docteur en Sciences du Bois (ENSTIB, Nancy, France, 1994) - o autor possui enorme admiração pela "Dádiva dos Deuses" - o Bambu. Co-autor do livro "Bambu de Corpo e Alma", agora em segunda edição, e administrador do site www.apuama.org, projeto pessoal desenvolvido desde 2009.

Envie comentário

Most popular

Most discussed