Apuama

Norma para estruturas prediais em bambu

Análise comparativa de normas técnicas internacionais para o emprego do bambu – colmo em estruturas prediais.

Autor: Vítor Hugo Silva Marçal

O bambu ainda é um ilustre desconhecido junto à comunidade científica. Visando atribuir ao bambu um enfoque técnico-científico, uma detalhada pesquisa foi recentemente desenvolvida pelo Eng. Vitor Marçal, por ocasião de seu estudo de Mestrado, orientado pelo Arquiteto Jaime de Almeida, e recentemente defendido na Universidade de Brasília – UNB. Contemplando um minucioso levantamento bibliográfico, o autor discorreu sobre as normas existentes para a utilização estrutural do bambu, indo desde a norma ISO, aplicada nos EUA e em países europeus, até aquelas em aplicação na Colômbia, Equador e Peru. Tais países apresentam larga tradição na utilização do bambu na construção; no entanto, as informações praticamente abordam apenas as recomendações técnicas referentes à utilização do bambu nativo Guadua angustifolia Kunth – considerado pelos especialistas com sendo um dos bambus mais adequados para fins construtivos. Porém, no Brasil, uma norma similar ainda se encontra em elaboração, apoiando-se na experiência de diversos pesquisadores atuantes nas universidades e em centros de pesquisas, além de representantes do setor produtivo. Devido à maior diversidade de espécies de bambu existentes no território nacional, várias adaptações foram sugeridas às normas em vigor nos países citados, e que serviram de embasamento para a elaboração do estudo da norma brasileira. Espera-se que com a aprovação da norma um novo patamar seja alcançado, de forma que o bambu possa inicialmente ser classificado como um material de construção, até mesmo sendo disponível em lojas específicas, a exemplo do que já ocorre, por exemplo, na Colômbia. A aceitação do bambu como componente construtivo pode vir a auxiliar na diminuição da pressão na exploração das florestas nativas, tendo em vista as excepcionais características físico-mecânicas desse material, denominado, inclusive, de “aço vegetal”. Para tal, de grande importância se mostram os estudos técnicos que visam promover o bambu, destacando suas propriedades, de forma a que o mesmo possa ser enfim considerado como um material de construção.

Download

Normas_Construção_Vitor_Marçal

 

 

Antonio

Licenciado em Matemática (USP-1974), Engenheiro Agrícola (UNICAMP, 1980), Mestre em Eng. Agrícola (UNICAMP, 1987), Docteur en Sciences du Bois (ENSTIB, Nancy, France, 1994). Possui enorme admiração pela "Dádiva dos Deuses" - o Bambu. Co-autor do livro "Bambu de Corpo e Alma", agora em segunda edição, e administrador do site www.apuama.org, projeto pessoal desenvolvido desde 2009.

Envie comentário

Most popular

Most discussed