Apuama

Reciclagem de postes de concreto na fabricação de pisos

A reciclagem de materiais de construção é necessidade para as empresas de distribuição de energia elétrica.

Atualmente, apenas se recupera a armadura metálica dos postes de concreto descartados. Porém, após a devida fragmentação (moagem), o resíduo obtido pode vir a substituir a areia e/ou a brita. Assim pode ser destinado à fabricação de pisos intertravados, blocos vazados, placas de ancoragem etc.

O presente trabalho originou-se do Projeto de Pesquisa PA 0037 – Matriz High Tech para  Reúso e Descarte Limpo na CPFL, tendo sido financiado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Projeto:

Caracterização de resíduos da reciclagem de postes de concreto e sua utilização na fabricação de pisos intertravados

Autores:

Gisleiva C. Ferreira, Leandro Shiroma, Antonio L. Beraldo, Marco. T. Ospina
Faculdade de Tecnologia – FT – Limeira – SP e Faculdade de Engenharia Agrícola – FEAGRI – Campinas

Palavras-chave:

materiais não convencionais, ultrassom, agregados reciclados.

Resumo:

Dentre os materiais descartados pelas empresas de distribuição de energia elétrica destacam-se os postes de concreto. O procedimento atual consiste em fragmentar manualmente os postes de concreto, recuperando-se apenas a armadura metálica de reforço. As demais partes são então descartadas, pois ainda não existe uma política empresarial voltada para a sua utilização. No entanto, visando atender às exigências da Lei Federal 12.305, as empresas não mais poderão continuar utilizando tal procedimento.

Dessa forma, uma das possibilidades vislumbradas seria então, após ser efetuada a moagem das partes dos postes de concreto descartados, serem utilizados os resíduos devidamente fragmentados em substituição parcial da areia e/ou da brita. Inicialmente, realizou-se a determinação da granulometria do material fornecido pela empresa após britagem primária (manual) para retirar a armadura metálica.

Após esta fase, realizou-se a britagem secundária, para obter-se uma granulometria compatível com as faixas utilizadas para caracterizar agregados miúdo e graúdo. Foram confeccionados pisos intertravados (pavers), substituindo-se parcialmente os agregados convencionais por aqueles obtidos da reciclagem dos postes de concreto. Os teores de substituição de areia ou de pedrisco, em massa, foram de 10%, 20% e 30%. O endurecimento das misturas utilizadas na confecção dos pavers foi acompanhado por meio de ultrassom. Os pavers foram avaliados em ensaio de compressão simples nas idades de 7, 28 e 91 dias. Os resultados obtidos indicaram que os teores máximos de substituição de areia e pedrisco foram de, respectivamente, 20% e 30%.

Download

Antonio

Licenciado em Matemática (USP-1974), Engenheiro Agrícola (UNICAMP, 1980), Docteur en Sciences du Bois (ENSTIB, Nancy, France, 1994) - o autor possui enorme admiração pela "Dádiva dos Deuses" - o Bambu. Co-autor do livro "Bambu de Corpo e Alma", agora em segunda edição, e administrador do site www.apuama.org, projeto pessoal desenvolvido desde 2009.

Envie comentário

Most popular

Most discussed